Assine nossa Newsletterfique por dentro de tudo o que rola no centro

A Vida no Centro

Estação Hack, do Facebook

Estação Hack: primeiro centro de inovação do Facebook no mundo será em São Paulo. Saiba como vai ser

Projeto do Facebook quer formar talentos na área de tecnologia, capacitar empreendedores e acelerar startups de alto impacto social

O Facebook anunciou a criação, em São Paulo, até o fim do ano, da Estação Hack, seu primeiro centro de inovação no mundo. A iniciativa foi projetada especialmente para o público brasileiro e vai promover a formação de talentos na área de tecnologia, capacitar empreendedores e acelerar startups de alto impacto social.

Ainda sem data de  abertura divulgada, o centro de inovação será instalado na Avenida Paulista, 1374. O projeto vai apoiar o desenvolvimento do ecossistema econômico e de tecnologia no Brasil, treinando jovens em programação, ajudando na criação de negócios inovadores e fornecendo recursos para os pequenos e médios empresários crescerem usando a economia digital a seu favor.

Cultura hack do Facebook

O objetivo do espaço é promover o encontro de ideias, incorporando elementos do DNA do Facebook – conhecido como “cultura hack” -, com a premissa de que tudo está em permanente construção e pode ser aperfeiçoado de forma colaborativa.

O projeto vai abrigar sessões dos programas de empreendedorismo e de marketing digital do próprio Facebook, como o Impulsione Seu Negócio e o #ElaFazHistória. No total, serão oferecidas mais de 7,4 mil bolsas por ano nas áreas de programação, planejamento de carreira e gestão de empresas.

Leia também:

ECONOMIA CRIATIVA EMBALA A RETOMADA DO CENTRO DE SÃO PAULO

 

Empresas com reconhecida atuação nessas áreas serão os parceiros dos cursos e workshops: MadCode, Mastertech, MadCode, Reprograma, Junior Achievement e Centro de Empreendedorismo e Negócios da FGV (GVcenn).

Outro projeto será desenvolvido em conjunto com a Artemisia, organização sem fins lucrativos pioneira no fomento de negócios. As duas empresas vão comanda um programa de aceleração de startups com grande potencial de impacto social.

Detalhes do Estação Hack

3 salas de aula com 40 lugares cada

10 startups de impacto social aceleradas por semestre e 52 estações de trabalho

2,2 mil bolsas nos cursos de programação

1,4 mil bolsas nos workshops preparatórios para o mercado de trabalho destinadas a alunos do ensino médio da rede pública

1,2 mil bolsas nos workshops para empreendedores

2 mil bolsas de marketing digital para pequenos e médios empreendedores

600 bolsas para o Acampamento de Inovação destinado a adolescentes