Assine nossa Newsletterfique por dentro de tudo o que rola no centro

A Vida no Centro

Nova sede do IMS, na Avenida Paulista. Foto: Denize Bacoccina

Fomos conhecer a nova sede do IMS na Paulista. Veja as fotos

Instituto Moreira Salles (IMS) abre no dia 20 de setembro com exposições de fotografias e videoinstalações. Veja detalhes

Publicado em:
Tempo de leitura:5 minutos

A nova sede do Instituto Moreira Salles (IMS Paulista), na Avenida Paulista, 2424, será aberta ao público no dia 20 de setembro, com cinco exposições, além de uma programação especial de conversas com artistas, palestras e shows.

Cinco mostras distintas, entre elas a célebre série Os americanos, do fotógrafo Robert Frank, e a premiada videoinstalação The Clock, de Christian Marclay, abrem ao público no dia 20. Também podem ser vistas as exposições Corpo a Corpo, Câmera Aberta e São Paulo: Três Ensaios, mostrando as transformações pelas quais passou a cidade nos últimos 150 anos.

Leia reportagem sobre as exposições

Leia também: Móbile Viúva Negra, de Alexander Calder, estará exposto no IMS

Além da abertura das exposições, para o dia 20 está programada também uma conversa com o artista Christian Marclay, autor da obra The Clock, uma videoinstalação com 24 horas de duração, composta por milhares de cenas de cinema e televisão que fazem referência ao horário do dia.

O evento acontece das 18h às 19h30, com entrada gratuita e distribuição de senhas 30 minutos antes do início. Também no dia 20, das 19h às 22h, na Praça IMS, que fica no 5º andar, haverá o lançamento dos catálogos, com a presença dos artistas.

As primeiras mostras a ocuparem os mais de 1.200 metros quadrados dedicados unicamente a exposições, divididos em quatro andares, apresentam obras de artistas com linguagens visuais diversas, num conjunto que reforça a pluralidade da imagem na arte contemporânea.

A própria mudança do instituto para a Avenida Paulista facilita o acesso do público ao seu enorme acervo de imagens e livros sobre fotografia, que estará disponível para consulta.

Edifício inovador

O próprio prédio é inovador, com as mais modernas tecnologias de construção e economia de energia. Todo revestido de vidro, deixa passar uma luz natural que é rara na arquitetura paulistana, especialmente num lugar tão verticalizado quanto a Paulista.

“São Paulo é a cidade mais vibrante da América Latina e o IMS quer refletir toda essa diversidade da Avenida Paulista”, diz o superintendente executivo do IMS, Flavio Pinheiro.

Leia também: Quer saber como a Paulista foi fechada aos carros? Videos contam a história

Fotos do IMS mostram a transformação no centro de São Paulo desde 1860

Ao mesmo tempo, as salas de exibição são fechadas, ideais para a apreciação das obras sem interferência externa.

A Vida no Centro foi conhecer o prédio e as exposições, já em fase final de montagem. Veja as imagens: