A Vida no Centro

Construção do MASP, década de 1950. Foto: Luiz Hossaka – Arquivo da Biblioteca e Centro de Documentação do MASP.
Publicado em:
Tempo de leitura:5 minutos

Masp faz 70 anos: veja fotos históricas da construção e inauguração

Idealizado por Assis Chateaubriand e realizado pelo casal de italianos Pietro e Lina Bo Bardi, Masp está na Avenida Paulista desde 1968. Veja fotos históricas

O Masp, Museu de Arte de São Paulo, completou 70 anos em outubro do ano passado, mas a sede atual, inaugurada em 1968, vai completar o cinquentenário em 2018.

O Museu foi fundado em 1947 pelo jornalista e empresário Assis Chateaubriand, que convidou o casal de imigrantes italianos Pietro Maria Bardi, marchand, jornalista e crítico de arte, e Lina Bo Bardi, arquiteta modernista, para dar início à coleção e às atividades do novo Museu.

As primeiras obras de arte do Masp foram selecionadas por Bardi e adquiridas por doações da sociedade local, formando o mais importante acervo de arte europeia do Hemisfério Sul. Hoje, a coleção do Masp reúne mais de 10 mil obras, incluindo pinturas, esculturas, objetos, fotografias e vestuário de diversos períodos, abrangendo a produção europeia, africana, asiática e das Américas.

Em 1968, o Masp foi transferido para a atual sede na avenida Paulista, arrojado projeto de Lina Bo Bardi, que levou nove anos para ser construído e se tornou um marco na história da arquitetura do século 20.

Com base no uso do vidro e do concreto, Lina Bo Bardi criou uma arquitetura de superfícies ásperas e sem acabamentos luxuosos que contempla leveza, transparência e suspensão. A esplanada sob o edifício, conhecida por “Vão Livre”, foi pensada como uma praça para uso da população. A radicalidade da arquiteta também se faz presente nos icônicos cavaletes de cristal, criados para expor a coleção no 2º andar do edifício.

Ao retirar as obras das paredes, os cavaletes questionam o tradicional modelo de museu europeu. No Masp, o espaço amplo e livre, com expografia suspensa e transparente, permite ao público um convívio mais próximo com o acervo, onde os visitantes escolhem seus caminhos e traçam suas histórias.

Leia também: Visitamos o Farol Santander, antigo Banespão. Veja como é por dentro

Veja como uma casa de 105 anos no Arouche virou um espaço cultural

Desde sua fundação, o Masp foi precursor em aproximar arte acadêmica e a chamada arte “popular”. Tanto Lina Bo quanto Pietro Bardi acreditavam na vocação plural, democrática, comunicativa e educativa do MASP, colocando em prática programas de aquisição, exibição e atividades que contemplavam tanto obras e artistas canônicos, quanto aqueles às margens do circuito tradicional de arte, bem como os de origem indígena e africana.

Além disso, foi no Masp que nasceram as primeiras iniciativas pedagógicas para crianças e adolescentes no Brasil, como o Club Infantil de Arte de Suzana Rodrigues, além da Escola de Propaganda do Masp, atual Escola Superior de Propaganda e Marketing (ESPM), que aproximava a arte do design, e da Mostras de Cinema, que testemunhavam a relação íntima do Museu com a “sétima arte”.

Veja aqui uma galeria de fotos histórias do Masp:

 

Masp – Museu de Arte de São Paulo

Endereço: Avenida Paulista, 1578, São Paulo, SP

Telefone: (11) 3149-5959

Horários: terça a domingo: das 10h às 18h (bilheteria aberta até as 17h30); quinta-feira: das 10h às 20h (bilheteria até 19h30)

Ingressos: R$30,00 (entrada); R$15,00 (meia-entrada). Entrada gratuita às terças-feiras.