A Vida no Centro

Foto de 1911, pouco antes da inauguração do Theatro Municipal. Em primeiro plano no vale os viveiros da chácara Flora; em plano médio os sobrados que davam frente para a Rua Formosa, demolidos posteriormente em virtude da ampliação do Parque Anhangabaú. À esquerda o Viaduto do Chá e o teatro São José, onde atualmente é o Shopping Light. Fotógrafo desconhecido
Publicado em:
Tempo de leitura:5 minutos

Praça Ramos de Azevedo é reformada. Veja fotos históricas

Praça ao lado do Theatro Municipal tem monumento em homenagem a Carlos Gomes, chafariz e várias estátuas históricas. Veja fotos do local nos últimos 100 anos

Uma primeira versão da Praça Ramos de Azevedo já existia em 1911, quando foi construído o Theatro Municipal. Na época, a praça era conhecida como Esplanada do Teatro, e desde o início tinha um chafariz na parte mais elevada da encosta.

Em 1922, a Prefeitura aprovou o projeto de construção de um monumento em homenagem ao maestro brasileiro Antonio Carlos Gomes. A obra, de autoria do artista italiano Luigi Brizzolara, é composta por 12 conjuntos escultóricos, representantes personagens das óperas de Carlos Gomes, que se espalham em torno da fonte.

NEWSLETTER

Assine nossa newsletter para ficar por dentro de tudo o que rola no centro

A estátua do maestro ocupa a parte mais elevada do conjunto, em posição contemplativa para o vale, ladeado por diversas estátuas que representam personagens das suas mais importantes obras líricas. Foi um presente da comunidade italiana à cidade de São Paulo no primeiro centenário da independência do país.

Quase cem anos depois de sua inauguração, novamente é a comunidade italiana a responsável pela reforma do local. O investimento de R$ 3 milhões, é parte do projeto Italia per San Paolo – Monumentando e Restaurando a Cidade, da Italian Trade Agency (ITA), entidade do governo para apoiar a atuação de companhias italianas em outros países.

Também está sendo restaurado o monumento que homenageia  Giuseppe Verdi, obra de outro artista italiano, Amedeo Zani, no lado oposto do Vale do Anhangabaú. Todos os monumentos receberam uma proteção anti-pichação, que deve facilitar a manutenção dos monumentos.

Leia também:

FOTOS DO IMS MOSTRAM A TRANSFORMAÇÃO DO CENTRO DE SÃO PAULO DESDE 1860

SÃO PAULO DO ALTO: CONHEÇA OS MIRANTES DO CENTRO DA CIDADE

Câmeras de longo alcance também devem contribuir para aumentar a segurança no local, além de uma iluminação reforçada.

Veja fotos históricas do local.