Assine nossa Newsletterfique por dentro de tudo o que rola no centro

A Vida no Centro

Festa SamBaCana Groove vai sacudir o Copan no lançamento do A Vida no Centro (26/8)

Com discotecagem de dj Anônimo e Theo Werneck, a balada tem história no Copan e toca samba rock, soul e outros clássicos dançantes da música brasileira

Se liga aí:

  • O quê: Lançamento do projeto A Vida no Centro na festa SamBaCana Groove SP
  • Quando: sábado, 26/8
  • Horário: das 18h à 1h ( é isso mesmo, começa cedo e acaba cedo por causa do Psiu)
  • Onde: Edifício Copan • mezanino do restauraute Varanda (Av. Ipiranga, 200 – Centro – tel.: 3120-4442)
  • Quanto
  • R$ 15 (pra quem chegar entre 18h e 19h]
  • R$ 20 (com nome na lista, enviado até 15h do dia da festa para sambacana.groove@uol.com.br
  • R$ 25 (na hora, a partir de 19h01)
  • Evento no Facebook: clique aqui e saiba mais

 Tudo começou em 2004 como um encontro entre amigos no mezanino do restaurante no Edifício Copan. Aos poucos, o clima despretensioso e o som dançante atraíram artistas, jornalistas e fãs de música brasileira. De lá para cá, o eco das pick-ups fez a galera dançar também em outras praças, como Belo Horizonte e Florianópolis.

Isso é um resuminho da SamBaCana Groove, festa de música brasileira sacolejante onde vamos comemorar o lançamento do projeto A Vida no Centro, neste sábado (26/8), das 18h à 1h – a balada acaba cedo por causa do Psiu.

A discotecagem não poderia estar em melhores mãos: DJ anônimo e Theo Werneck, que já agitaram muita festa doida por aí.

A SamBaCana Groove foi criada pelo dj anônimo, codinome notívago do jornalista, curador musical e empreendedor cultural Israel do Vale.

O dj anônimo traz no currículo discotecagens em eventos e festas de vários estados do país, como Baile Tropical (Belém/PA), Revirada Cultural (SP/SP), Criolina (Brasília/DF), Conexão Vivo (BH/MG), Black Broder (BH/MG), Tuba-In (BH/MG) e Sexta Básica (BH/MG), entre outras.

Theo Werneck, por sua vez, é ator, músico, produtor e pesquisador musical desde 1987. Suas  discotecagens são sempre inspirado na música negra brasileira e planetária, suas influências e ramificações.  Como pesquisador musical fez o trabalho de pesquisa para o filme Carandiru de Hector Babenco.

Em 1997, foi convidado para trabalhar no Programa H, na TV Bandeirantes, em São Paulo, Brasil .
Como DJ, trabalhou também no Programa Charme do SBT , na TV Record no Programa Tudo é Possível. Nos anos 1980, foi Theo Werneck foi guitarrista e vocalista da da Banda Luni, que tinha Marisa Orth como uma das integrantes.     .

Balada tem história

Ao longo dos anos, passaram pelas pick-ups do SamBaCana Groove produtores como BiD (Chico Science, Funk Como Le Gusta) e Alfredo Bello (Junio Barreto), músicos como Marco Mattoli (Clube do Balanço), Maurício Alves (ex-Mestre Ambrósio), BNegão (ex-Planet Hemp), André Gonzales (Móveis Coloniais de Acaju), Cubanito (Black Sonora), Luiz Gabriel Lopes (Graveola e o Lixo Polifônico), Juliana Perdigão, Vander Lee e Érika Machado.

Também discotecaram no projeto atrizes como Ana Paula Arósio, produtores de festas de música brasileira de várias regiões do país, como Guga de Castro [Farra na Casa Alheia, de Fortaleza], Pezão & Barata [Criolina, de Brasília] e Patrick Tor4 [Babeleska e Baile Tropical, de Belém] e DJs como Tony Hits e Marcelinho da Lua.

O projeto também acolheu shows de artistas como Fernanda Takai, Mundo Livre S/A, Pedro Morais, Vander Lee, Aline Calixto, Amaranto, Macaco Bong, Cassim & Barbária, Chico Correa & Eletronic Band, Elza Soares & Farofa Carioca, Gustavo Maguá e Garbo.

E aí, vamos nessa?

Saiba mais por meio deste link e confirme sua presença do evento!