Assine nossa Newsletterfique por dentro de tudo o que rola no centro

A Vida no Centro

41ª Mostra Internacional de Cinema de São Paulo

Mostra Internacional de Cinema traz filmes ao ar livre e em VR

41ª Mostra traz filmes de 59 países e terá apresentações no Vão Livre do Masp e em cinemas do centro de São Paulo

Publicado em:
Tempo de leitura:5 minutos

A 41ª Mostra Internacional de Cinema, em São Paulo, traz 359 filmes de 59 países, incluindo retrospectiva de curtas-metragens e programação em realidade. São mais de 30 espaços de exibição, entre cinemas, espaços culturais e museus, vários deles na região central de São Paulo. A seleção deste ano faz um apanhado do que o cinema contemporâneo mundial está produzindo, além das principais tendências, temáticas, narrativas e estéticas produzidas em todo o mundo.

Veja aqui a programação completa.

O filme de abertura, Human Flow – Não Existe Lar Se Não Há Para Onde Ir, do artista chinês Ai Weiwei, encabeça uma lista de longas que abordam a grave crise mundial dos refugiados, até a homenageada pelo Prêmio Humanidade, a cineasta belga Agnès Varda, ressaltando a presença marcante das mulheres diretoras nesta edição. Outro homenageado deste ano é o diretor Paul Vecchiali, que receberá o Prêmio Leon Cakoff. O país de destaque é a Suíça. O Foco Suíça traz longas contemporâneos, uma retrospectiva da obra de Alain Tanner e a exibição de curtas do animador Georges Schwizgebel.

Além de Apresentações Especiais e das Retrospectivas do cineasta suíço e dos homenageados, a Mostra Internacional de Cinema apresenta as produções selecionadas nas seções da Competição Novos Diretores, que exibe títulos de diretores que tenham realizado até dois longas (os mais bem votados pelo público serão vistos pelo Júri Internacional, que escolhe posteriormente os que vão receber o Troféu Bandeira Paulista), e Perspectiva Internacional, que apresenta títulos recém-premiados e trabalhos de diretores já consagrados. A produção brasileira também ganha destaque com o Prêmio Petrobras de Cinema, que contemplará dois filmes brasileiros da seleção, para apoiar a distribuição dos mesmos no circuito comercial.

A 41ª Mostra Internacional de Cinema em São Paulo, conta com filmes de 59 países. Até o momento, estão confirmadas produções da África do Sul, Alemanha, Arábia Saudita, Argélia, Argentina, Austrália, Áustria, Bélgica, Bolívia, Brasil, Bulgária, Canadá, Chile, China, Colômbia, Coreia do Sul, Croácia, Dinamarca, Egito, Equador, Eslováquia, Eslovênia, Espanha, Estônia, EUA, Filipinas, Finlândia, França, Geórgia, Grécia, Holanda, Hungria, Índia, Indonésia, Irã, Irlanda, Islândia, Israel, Itália, Japão, Letônia, Líbano, México, Noruega, Nova Zelândia, Polônia, Portugal, Reino Unido, República Dominicana, República Tcheca, Romênia, Rússia, Suécia, Suíça, Tailândia, Taiwan, Turquia, Uzbequistão e Venezuela.

Vão Livre do Masp

A tradicional programação de exibições gratuitas no Vão Livre do MASP será realizada entre os dias 23 e 28 de outubro, às 19h30. Serão exibidos os filmes Eles Não Usam Black-tie (1981), Quando o Carnaval Chegar (1972), Macunaíma (1969), O Padre e a Moça (1966) e O Homem Nu (1997).

Exibição ao ar livre no Ibirapuera

Após o encerramento da Mostra, será exibido no dia 3 de novembro, na área externa do Auditório Ibirapuera – Oscar Niemeyer, a cópia restaurada da comédia O Homem Mosca (Safety Last!, 1923), de Fred C. Newmeyer e Sam Taylor, acompanhada da Orquestra Jazz Sinfônica.

Com uma das cenas mais icônicas da era do cinema mudo, na qual o comediante Harold Lloyd fica pendurado nos ponteiros do enorme relógio de um prédio, o filme traz o ator como um homem do interior que vem para a cidade grande para conseguir casar com a sua namorada. Ele consegue um emprego em uma loja, mas ao organizar uma ação publicitária em que um amigo escalaria o edifício, sobra para o novato na metrópole a aventura à beira da morte.

A Orquestra Jazz Sinfônica do Estado de São Paulo, que interpreta a trilha, foi criada em 1989, com o intuito de resgatar as tradições das orquestras de rádio e televisão que fizeram sucesso entre os anos 1930 e 1970. Tendo como diretor artístico e regente titular o maestro João Maurício Galindo, a orquestra se propõe a dar um tratamento sinfônico à música popular brasileira e universal, com uma sonoridade ímpar que une o erudito e o jazz.

Serviço:

VENDAS: De 14/10 a 01/11, das 11h às 21h
Endereço: Conjunto Nacional – Av. Paulista, 2073, (em frente ao Cinearte)

STAND DA MOSTRA PARA TROCA DE INGRESSOS (ADICIONAL À CENTRAL)
 Frei Caneca (Shopping Frei Caneca, 3o andar, ao lado das bilheterias do cinema) TROCAS: De 19/10 a 01/11, das 12h às 21h

VALORES DE PERMANENTES, PACOTES PROMOCIONAIS E INGRESSOS INDIVIDUAIS 2017
 PERMANENTES E PACOTES PROMOCIONAIS 
Permanente Integral – R$ 500,00
 Permanente Integral Folha (15% de desconto para o titular da assinatura, mediante apresentação da carteirinha de assinante) – R$ 425,00

Permanente Especial (para sessões de 2a a 6a feira até às 17:55h, inclusive, não contempla finais de semana nem sessões noturnas) – R$ 117,00 
Permanente Especial Folha (15% de desconto para o titular da assinatura para sessões de 2a a 6a feira até às 17:55h, inclusive, não contempla finais de semana nem sessões noturnas) – R$ 99,45

Pacote de 40 ingressos – R$ 374,00
 Pacote de 20 ingressos – R$ 220,00

INGRESSOS INDIVIDUAIS

Segundas, terças, quartas e quintas: R$ 20,00 (inteira) / R$ 10,00 (meia). Sextas, Sábados e Domingos: R$ 24,00 (inteira) / R$ 12,00 (meia). 
Ingressos no dia da sessão somente nas salas de cinema.

VENDAS PELA INTERNET
No site veloxtickets.com o ingresso poderá ser adquirido com antecedência de três dias a um dia, da sessão.

Leia também: Conheça todos os bares da Praça Roosevelt, o point da boemia de São Paulo

São Paulo não é uma cidade: orgulho e constrangimento na exposição no Sesc 24 de Maio