Assine nossa Newsletterfique por dentro de tudo o que rola no centro

A Vida no Centro

Cena da peça Siete Grande Hotel: A Sociedade das Portas Fechadas. Foto: Katia Kuwabara

Peça encenada no Hotel Cambridge faz pensar sobre as portas fechadas da sociedade

Siete Grande Hotel: A Sociedade das Portas Fechadas, montagem do grupo Redimunho de Investigação Teatral fica em cartaz até dezembro. Veja detalhes

O Redimunho de Investigação Teatral estreia neste domingo, 10 de setembro, com apresentações todos os domingo e segunda, até o dia 18 de dezembro, a peça Siete Grande Hotel: A Sociedade das Portas Fechadas.

O espetáculo acontece em duas locações diferentes, no centro de São Paulo. A primeira parte é encenada no Espaço Redimunho de Teatro, localizado na Rua Álvaro de Carvalho, 75, no Anhangabaú. O segundo ato acontece nos porões do Hotel Cambridge, parceiro do Grupo nesse novo projeto.

O cenário é dos mais interessantes. Inaugurado em 1951, o Hotel Cambridge era na época o mais sofisticado de São Paulo, com um bar por onde passaram celebridades como Dick Farney, Nat King Cole e Johnny Alf. Depois de mudar de dono e de um período de decadência a partir dos anos 1980, fechou em 2002 e passou a abrigar somente festas.

Ocupação e baladas

Desapropriado pela Prefeitura em 2011, virou moradia de brasileiros e estrangeiros numa ocupação organizada pelo MSTC (Movimento dos Sem Teto do Centro), como retratado no filme Era o Hotel Cambridge (2016), da cineasta Elaine Caffé.

Antigo Hotel Cambridge, hoje ocupação do MSTC (Movimento dos Sem Teto do Centro)Foto: Katia Kuwabara

Antigo Hotel Cambridge, hoje ocupação do MSTC (Movimento dos Sem Teto do Centro) Foto: Katia Kuwabara

Ao mesmo tempo, uma outra parte do antigo hotel, com entrada independente, continua a abrigar um bar que organiza baladas.

O Grupo Redimunho busca integrar sua ocupação artística à ocupação real, por meio de sete jornadas que se entrelaçam em lugares inusitados, breves narrativas interrogam o mundo contemporâneo com suas belezas, guerras, violências, migrações e esperanças.

Siete Grande Hotel: A Sociedade das Portas Fechadas apreende os caminhos de vidas esquecidas que ousaram e ousam percorrer o mundo contraditório da lembrança pelo esquecimento, refazendo a memória, símbolo tão disputado pelos círculos de poder. Siete é um desafio ao sorriso sórdido do que há de treva no século 21, treva que parecida soterrada mas germinou sob o signo do equívoco e do medo.

Leia também:

PAULO MENDES DA ROCHA: QUEM TEM MEDO DO CENTRO TEM MEDO DA LIBERDADE

JOSÉ MIGUEL WISNIK: NO ANHANGABAÚ O CENTRO É VIVO E FECUNDO

 

Serviço:

Siete Grande Hotel: A Sociedade das Portas

Quando: até 18 de dezembro, domingos e segundas-feiras

Horário: domingos, às 19h e segundas-feiras, às 20h

Preço: R$ 30 (inteira) e R$ 15 (meia) | R$ 5 para moradores do entorno

120 min. 14 anos. 30 lugares.

Ingressos Limitados – Reservas pelo telefone: 11 – 97541 7077

Espaço Redimunho de Teatro

Rua Álvaro de Carvalho, 75, Anhangabaú / SP.

Próxima a estação Anhangabaú do Metrô

Tel: 11 – 3101-9645

Estacionamento ao lado

 

Quer outras dicas e sugestões sobre o que fazer no centro de São Paulo? Assine gratuitamente a nossa newsletter