A Vida no Centro

Francine Costanti

Olhar literário

Francine Costanti é jornalista, e seus textos - na maioria sobre cultura e entretenimento - já passearam por algumas redações de portais e agências. Como inspiração pessoal, a ideia aqui é explorar a cena de música e literatura do Centro de São Paulo, desde os contos literários de Mário de Andrade até as letras de Emicida. Esse espaço é feito para e por todos. Por isso fique à vontade para deixar sugestões.

Conheça a história do antigo Hotel Hilton, o famoso prédio redondo no Centro

O antigo Hotel Hilton, construção icônica da Avenida Ipiranga, nº 165, hoje abriga o Tribunal de Justiça de São Paulo

Se você já passou pela Avenida Ipiranga, na região Central, com certeza reparou em um prédio redondo que fica exatamente em frente ao Edifício Copan. O antigo Hotel Hilton – que hoje abriga alguns gabinetes dos desembargadores do Tribunal de Justiça – não chama a atenção apenas dos pedestres e carros, mas também pode ser visto de cima em muitas chamadas e propagandas da TV. Quer saber mais sobre a história desse ícone da arquitetura paulistana? A gente te conta!

Antigo Hotel Hilton

Projetado pelo arquiteto Mário Bardelli e inaugurado em outubro de 1971, o edifício do Hotel Hilton – rede hoteleira que já era referência em diversos países – tinha como objetivo ser o primeiro hotel de luxo da cidade de São Paulo.

NEWSLETTER

Assine nossa newsletter para ficar por dentro de tudo o que rola no centro



A construção conta com uma infraestrutura de 32 andares, 399 acomodações e 116 metros de altura. Fica a poucos metros dos edifícios Itália, Copan e da Paróquia Nossa Senhora da Consolação, importantes pontos turísticos da capital paulista.

Com atendimento de alto padrão, conforto e hospitalidade, o hotel – enquanto estava ativo – oferecia quartos luxuosos, salão de festas para shows e jantares, teatro, sala de convenções, restaurantes, lojas, bancos, drogarias e cinema.

Piscina do Hotel Hilton em 1971

Mesmo depois de ter passado para outros proprietários, o local ainda conserva no 10º o jardim assinado por Burle Marx e também uma piscina – hoje desativada – projetada por Oscar Niemeyer. Por anos, essas áreas foram frequentadas por personalidades nacionais e internacionais que lá se hospedavam.

Além disso, o famoso prédio redondo ficou muito popular na época por conta do “The London Tavern”, uma discoteca com serviço de bar completo, que fervia aos fins de semana, se tornando um ponto de encontro dos jovens de São Paulo. 

Enfim, um lugar com toda a estrutura necessária para merecer o título de cinco estrelas.

Decadência e mudança de endereço

Como ficava localizado em uma região de muito movimento e de efervescência cultural e industrial, o hotel Hilton começou a ter demandas de grandes empresas que usavam os espaços para festas, jantares e encontros. 

Hotel Hilton em 1973

Com o tempo, os proprietários notaram a mudança no perfil de uso do prédio – considerado apenas para eventos específicos e não mais para receber hóspedes, que era o objetivo inicial. 

Em 2004, o Hilton foi desativado, ficando quase três anos vazio e, em 2007, foi transferido para o bairro do Morumbi, onde está até hoje. A construção luxuosa, com piscina, academia e restaurantes, é sempre uma das primeiras escolhas de hóspedes famosos quando estão em São Paulo.

O hotel Hilton hoje 

Em 2007, o antigo hotel Hilton passou por uma grande reforma e foi entregue ao Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo, onde hoje trabalham alguns desembargadores das Câmaras de Direito Público. Estima-se que a obra custou cerca de R$10 milhões.

Por serem espaços tombados pelo patrimônio histórico, a fachada, a piscina e o jardim do 10º andar continuam originais. A reforma foi feita apenas na parte interna da construção. Os apartamentos agora dão lugar aos gabinetes, a área dos chuveiros se transformou em armários de processos e cada desembargador ocupa três quartos.

Infelizmente, apenas os trabalhadores têm acesso à parte interna do prédio. Mas, se você quiser dar uma olhada de perto, é só programar um passeio pela Avenida Ipiranga, porque a fachada está impecável desde sua inauguração!

Leia também: CONHEÇA A HISTÓRIA DO MISTERIOSO CASARÃO QUE SOBREVIVE NA AVENIDA PAULISTA