A Vida no Centro

40 filmes para conhecer São Paulo
Publicado em:
Tempo de leitura:5 minutos

40 filmes para conhecer São Paulo: você nunca mais vai enxergar a metrópole do mesmo jeito

Veja a relação de filmes para conhecer São Paulo a partir de múltiplos olhares; lista traz longas-metragens de ficção e documentários, e algumas obras podem ser vistas no YouTube

40 filmes para conhecer São Paulo, de longas de ficcção a documentários.

Uma das belezas do cinema é a sua capacidade de capturar a alma e a cultura dos lugares. Moda, costumes, urbanismo, arquitetura, prédios e locais históricos, contradições e desejos: as lentes do cinema, seja o de ficção ou o documental, têm o poder de traduzir o ethos de uma cidade e, assim, nos fazer enxergá-la a partir de múltiplos olhares. É um pouco isso o que essa lista de 40 filmes para conhecer São Paulo nos possibilita.

NEWSLETTER

Assine nossa newsletter para ficar por dentro de tudo o que rola no centro

Publicado originalmente em texto no site do DPH, o texto abaixo está organizado em filmes de Ficção e Documentários. Os ficcionais vêm acompanhado de links para os trailers, enquanto os documentários podem ser vistos na íntegra no YouTube.

FICÇÃO

Paisagens e edifícios icônicos de São Paulo são o pano de fundo para a trama destes filmes. Alguns, como Carandiru e Salve Geral, são inspirados em eventos históricos da cidade. Outros, como Ensaio sobre a cegueira, se utilizam da paisagem paulistana para os seus variados enredos.

1. Sai da Frente

Este filme é a estréia de Mazzaropi no cinema, que até então era artista de circo, rádio e televisão. O longa conta a história de Isidoro, dono do caminhão Anastácio, que é contratado para transportar alguns móveis para Santos. No filme, há cenas da Via Anchieta, recém-inaugurada naquele momento, Santos e São Paulo. No caminho até o Porto de Santos, Isidoro provoca inúmeras situações cômicas, que se iniciam com a descoberta de uma jovem noiva, que fugiu em pleno cortejo de seu casamento, escondida num armário.
Trailer oficial
Ano: 
1952
Direção: 
Abílio Pereira de Almeida

2. O Gato de Madame

Mazzaropi é Arlindo, um engraxate que passa a ser “perseguido” por um gato que se afeiçoa a ele. Assim, acaba sem querer sendo alvo de uma quadrilha de bandidos mafiosos no estilo dos filmes americanos, loucos para colocar as mãos no gato e abocanhar a recompensa que uma madame cheia da nota está oferecendo. Na fuga, ele se depara com muitas confusões que incluem um encontro inusitado com D. Pedro I no Museu do Ipiranga, um concurso de Miss e até uma inesperada visita a um centro espírita, onde é confundido com uma alma.
Trailer oficial.
Ano:
 1956
Direção: Agostinho Martins Pereira

3. O grande momento

Um jovem paulista da classe média vê os seus problemas financeiros quase estragarem o dia de seu casamento. Acontece que ele não tem dinheiro pra pagar os últimos preparativos. Correndo contra o tempo, ele se vê forçado a vender tudo que possui de valor, inclusive sua bicicleta, para poder arcar com a festa, o alfaiate e até a noite de núpcias.
Trailer oficial aqui.
Ano:
1958
Direção: Roberto Santos

4. Chofer de praça

Nessa comédia, Mazzaropi interpreta o humilde Zacarias, que se muda com a mulher Augusta para uma vila em São Paulo com o objetivo de arrumar um emprego e ajudar o filho Raul a pagar a faculdade de Medicina. O sonho do sujeito é ver o rapaz formado. O filme tem muitas cenas gravadas nas ruas de São Paulo, como o Parque Ibirapuera recém-inaugurado.
Veja trecho 
Ano: 
1958
Direção:
 Milton Amaral

Odete Lara e Norma Bengell em Noite Vazia, de Walter Hugo Khouri

5. Noite Vazia

Em São Paulo, dois amigos (um deles casado e de família rica) encontram duas prostitutas e passam a noite juntos em busca de diversão. Mas a experiência acaba por ser frustrante para todos os envolvidos, pela amargura em suas conversas e atitudes que revelam angústias e sentimentos mais profundos, além do vazio de suas vidas.
Assista na íntegra
Ano: 
1964
Direção:
 Walter Hugo Khouri

6. O Puritano da Rua Augusta

Ambientado em São Paulo, o filme foi gravado em vários pontos da cidade, como Viaduto do Chá, Praça da República e Parque do Ibirapuera. O filme também teve a participação de grupos musicais e cantores da época, como The Jordans, Lancaster, Waldyr Mussi e seu conjunto e Elza Soares. Esta, cantando a música “O neguinho e a senhorinha” em uma cena na boate.
Assista na íntegra aqui.
Ano: 1965
Direção:
 Amácio Mazzaropi

Cena do filme “São Paulo S.A”, com Walmor Chagas e Eva Wilma, na Praça da República e com o Edifício Itália ao fundo, em construção

7. São Paulo S.A

A euforia desenvolvimentista provocada pela instalação de indústrias automobilísticas estrangeiras no Brasil, no final dos anos 50, é retratada neste filme que conta a história de Carlos, um jovem da classe média que ingressa numa grande empresa. Logo depois aceita um cargo numa fábrica de autopeças, da qual se torna gerente, e cujo patrão é sonegador de impostos e tem várias amantes. A certa altura, ele é um chefe de família que trabalha muito, ganha bem, mas vive insatisfeito. Sem um projeto de vida ou perspectivas para mudar a condição que rejeita, só lhe resta fugir.

Veja trecho 
Ano: 1965
Direção: Luiz Sérgio Person

8. O Corintiano

Impossível pensar em cinema em São Paulo e não lembrar de Mazzaropi. O Corintiano apresenta as peripécias de Manuel (interpretado por Mazzaropi), um torcedor completamente fanático pelo Corinthians. O barbeiro por profissão se envolve em uma confusão após a outra, com os vizinhos e com a família, devido à sua paixão pelo Timão. 
Trailer.
Ano:
1966
Direção: Milton Amaral

9. Bandido da Luz Vermelha

Livremente inspirado em fatos reais. Um assaltante misterioso (Paulo Villaça) usa técnicas extravagantes para roubar casas luxuosas de São Paulo. Ele é apelidado pela imprensa de “bandido da luz vermelha”, já que traz sempre uma lanterna vermelha e conversa longamente com suas vítimas. No entanto, seus roubos e crimes chamam tanta atenção que um implacável policial começa a perseguir o “bandido da luz vermelha”.
Trailer oficial. 
Ano:
1968
Direção: Rogério Sganzerla

10. As Amorosas

O longa aborda o golpe militar de 1964 por meio da ótica de uma estudante da USP (Anecy Rocha), por quem se apaixona o personagem de Paulo José. A fita conta ainda com uma performance de Rita Lee e os Mutantes e tem trilha sonora de Rogério Duprat, um dos principais nomes da Tropicália.
Assista na íntegra.
Ano: 1968
Direção: 
Walter Hugo Khouri

11. Pixote – A Lei do Mais Fraco

Retrato cruel da vida na rua de uma grande metrópole, o filme acompanha a trajetória de Pixote até sua completa decadência. Na vida real, a história também não teve um final feliz: o protagonista Fernando Ramos da Silva, aproveitando o êxito do filme, tentou seguir carreira como ator profissional, sem sucesso, e mais tarde morreu assassinado por policiais militares.   
Trailer oficial. 
Ano: 
1981
Direção: 
Hector Babenco

12. O homem que virou suco

Deraldo (José Dumont) é um poeta popular recém-chegado do Nordeste a São Paulo, que sobrevive de suas poesias e folhetos. Ele é confundido com o operário de uma multinacional que matou o patrão, na festa em que recebia o título de operário símbolo. Deraldo, então, recorre ao verdadeiro assassino, a única pessoa que pode provar sua inocência. O filme aborda a resistência do poeta diante de uma sociedade opressora, esmagando o homem dia-a-dia, eliminando suas raízes.

Assista na íntegra
Ano: 
1981
Direção:
 João Batista de Andrade

13. Cidade Oculta

Repleto de referências noir e aos quadrinhos, que contrastam com locações que privilegiam a arquitetura modernista de São Paulo, “Cidade Oculta” é considerado pela crítica um dos filmes mais emblemáticos já feitos sobre a metrópole. Todo ambientado na noite paulistana, o longa apresenta a história da dançarina Shirley Sombra (Carla Camurati), envolvida com um bandido, vivido por Arrigo Barnabé, que também assina a trilha sonora do filme.
Trailer oficial. 
Ano: 
1986
Direção: 
Chico Botelho

Maitê Proença e Antônio Fagundes em A dama do cine Shanghai, de Guilherme de Almeida Prado

14. A Dama do Cine Shanghai

Em uma noite úmida de verão, o corretor de imóveis Lucas (Antônio Fagundes) entra em um velho cinema de São Paulo. Dentro da sala ele conhece Suzana (Maitê Proença), uma mulher muito parecida com a que está no filme em exibição. Sedutora e misteriosa, ela é casada com Desdino (Paulo Villaça) e renega as tentativas de Lucas em conquistá-la. Quando é injustamente acusado de assassinato, Lucas passa a buscar o verdadeiro autor do crime. Só que quanto mais investiga mais as pistas apontam para Suzana e Desdino.

Assista na íntegra 
Ano: 
1987
Direção:
 Guilherme de Almeida Prado

15. São Paulo Cinemacidade

O curta-metragem é um retrato abstrato da cidade, mostrada a partir de cinco capítulos: transformação, anonimato, multidão, precariedade e dimensão.
Assista na íntegra
Ano: 1994
Direção: Aloysio Raulino, Grostein, Marta D, Regina Meyer 

16. São Paulo, Sinfonia e Cacofonia

Filme-montagem composto de diálogos entre fragmentos de filmes paulistas de diversas épocas. Ode de amor e ódio à cidade de São Paulo.
Assista aqui. 
Ano:
 1994
Direção: Jean Claude Bernardet

17. Sábado

Sábado na cidade de São Paulo. Uma equipe de publicidade ocupa o saguão do antigo e decadente Edifício das Américas, no centro da cidade, para a gravação de um comercial. Mas um elevador quebrado obriga equipe e moradores a dividirem o mesmo espaço. Desse convívio forçado surgem pequenos incidentes que tornam este sábado diferente de qualquer outro.
Assista na íntegra 
Ano: 
1995
Direção:
 Ugo Giorgetti

18. Boleiros 1 (1998) e 2 (2006)

Em um bar de São Paulo, ex-jogadores de futebol se encontram para relembrar glórias e histórias do tempo em que eram jogadores profissionais. O local, um bar tradicional da cidade, é pano de fundo para a visão romântica do futebol e das histórias algumas vezes emocionantes e outras cômicas.
Trailer oficial. 
Ano: 
1998 e 2006
Direção: 
Ugo Giorgetti

19. Carandiru

Neste filme não há imagens de São Paulo, somente internas no extinto presídio Carandiru, hoje transformado no Parque da Juventude, na zona norte. O filme é baseado no livro homônimo de Dráuzio Varela e conta a história de um médico (Luiz Carlos Vasconcelos) que se oferece para realizar um trabalho de prevenção a Aids no maior presídio da América Latina, o Carandiru. Lá, ele convive com a realidade do cárcere, que inclui violência, superlotação das celas e instalações precárias. Retrata o ápice dessa realidade que culminou em uma rebelião, quando 111 presos foram mortos pela polícia.
Trailer oficial. 
Ano:
2003
Direção: Hector Babenco

20. Bem-vindo a São Paulo

A Mostra Internacional de Cinema em São Paulo convidou vários cineastas internacionais para iniciar o projeto de um longa-metragem com distintas visões sobre a cidade, relevando a importância do olhar estrangeiro sobre as peculiaridades da metrópole paulistana. O resultado é o longa-metragem que levou três anos sendo produzido. Bem-Vindo a São Paulo é narrado por Caetano Veloso, que também participa de um dois segmentos do filme com a sua canção Sampa.
Trailer oficial. 
Ano:
2004
Direção: Vários

21. O Sonho de São Paulo

São Paulo é um sonho para muitos que a almejam de longe. Suas chances de fazer história, fama e dinheiro. São Paulo é uma metrópole que produz esperança, principalmente para muitos nordestinos que aqui vieram buscar trabalho e uma vida melhor. Dirigido por Jean-Pierre Duret e Andréa Santana, São Paulo é visto por nordestinos como Eldorado, que sabe que nada é fácil na cidade grande, mas São Paulo é um grande sonho e que vale a pena tentar.
Veja trecho 
Ano: 
2005
Direção: 
Jean-Pierre Duret e Andréa Santana

Ambientado na década de 1970, O ano em que meu pais saíram de férias faz uma reconstituição da época, graças ao figurino e cenários, como no caso do Bom Retiro.

22. O Ano em que meus pais saíram de férias

Ambientado na década de 1970, o filme aborda situação política brasileira a partir da visão de Mauro, um garoto de 12 anos. O filme faz uma reconstituição primorosa da época, graças ao figurino e cenários, como no caso do bairro do Bom Retiro.
Trailer oficial.
Ano: 2006
Direção: Cao Hamburguer

23. I hate São Paulo

A perda do emprego faz com que Daniel saia em busca do passado de sua família. Até então um bem-sucedido corretor do mercado financeiro, ele passa a utilizar o tempo livre para resgatar memórias de seu pai e descobre, por meio de um amigo, um filme produzido no passado e que ficou inacabado, pois não houve tempo suficiente. O longa revela a realidade paulista da época, abordando as conseqüências da ditadura militar e as crises financeiras enfrentadas no país. 
Trailer oficial. 
Ficha Técnica

Ano: 2006
Direção: Dardo Toledo Barros

24. Não Por Acaso

Com muitas cenas no Minhocão e no centro de São Paulo, o filme conta a trama de um engenheiro de trânsito e um marceneiro que possuem suas histórias conectadas por um acidente de carro. A cidade surge como uma personagem, pois não é controlável, como as personagens desejam.
Trailer oficial. 
Ano:
2007
Direção: Philippe Barcinski

25. Chega de Saudade

Ambientado no União Fraterna, na zona oeste de São Paulo, durante uma noite de baile. A trama se passa em um dia, começa ainda com a luz do sol e termina ao final do baile, quando o último frequentador desce a escada. 
Trailer oficial. 
Ano:
2008
Direção: Laís Bodanzky

26. Ensaio sobre a cegueira

A adaptação do livro homônimo de José Saramago se passa em São Paulo durante uma inexplicável epidemia de cegueira. Com praticamente toda a população cega, são estabelecidas outras formas de convivência e necessidades de sobrevivência.
Trailer oficial. 

Ano: 2008
Direção: Fernando Meirelles

27. Linha de passe

Em São Paulo, quatro irmãos tentam se reinventar e lidar com a vida adulta. O futebol e as transformações religiosas pelas quais passa o Brasil, o exército de reserva de trabalhadores que alimenta a cidade e a questão da identidade e da ausência do pai são abordadas no longa-metragem.
Trailer oficial.
Ano:
2008
Direção: Walter Salles e Daniela Thomas

28. Salve Geral

Os ataques do PCC (Primeiro Comando da Capital) que ocorreram em São Paulo, em 2006, é a inspiração para este filme. O longa conta a história de Lúcia, uma professora que tem seu filho adolescente preso. Ela por dificuldades financeiras e tem uma missão: tirar o filho adolescente da cadeia. Enquanto isso, a crise entre prisioneiros e o sistema carcerário se agrava, e a facção criminosa envia seu código: Salve Geral. E São Paulo vira um inferno.
Trailer oficial.

Ano
: 2009
Direção: Sérgio Rezende

29. Bróder

Ambientando no Capão Redondo, na Zona Sul, o filme narra a trajetória de três amigos de infância que tomaram caminhos distintos: Macu se envolveu com o crime, Jaiminho se tornou jogador de futebol profissional e vive entre o Brasil e a Europa, e Pibe conseguiu mudar de bairro e se tornar um pai de família, mas está sem perspectivas. O aniversário de Macu fará com que eles se reúnam novamente para reafirmar sua amizade e discutir as diferenças que os separaram.
Trailer oficial.
Ano: 
2011
Direção: 
Jeferson De

Era o Hotel Cambridge, de Eliane Caffé, mostra a luta dos participantes de uma ocupação do MTSC no antigo Hotel Cambridge, no Centro de São Paulo.

30. Era o Hotel Cambridge

Uma criação coletiva entre o MSTC (Movimento Sem Teto do Centro), o GRIST (Grupo Refugiados e Imigrantes Sem Teto) e a Escola da Cidade, o filme narra a trajetória de um grupo de refugiados que divide com os sem-teto uma ocupação no centro de São Paulo, o antigo e famoso Hotel Cambridge. Na tensão diária pela ameaça de despejo, revelam-se pequenos dramas, alegrias e diferentes visões de mundo dos ocupantes.
Trailer oficial.
Ano:
2016
Direção: Eliane Caffé

31. De onde eu te vejo

A arquitetura de São Paulo é explorada no filme “De onde eu te vejo”. Boa parte do filme se passa no edifício Louveira, em Higienópolis, onde vive Ana Lúcia, uma das protagonistas do filme. Seu ex-marido se muda para o prédio vizinho e eles passam a conviver com uma nova realidade.
Trailer oficial.
Ano: 2016
Direção: Luiz Villaça

DOCUMENTÁRIOS

A cidade de São Paulo é o tema principal dos documentários selecionados. São explorados temas como crescimento urbano, arquitetura e experiências sensoriais. 

32. São Paulo: A Sinfonia da Metrópole

Um dos primeiros filmes sobre São Paulo, este documentário do final da década de 1920 aborda questões como o urbanismo, moda, monumentos públicos, industrialização, fatos históricos, expansão do café, educação e o burburinho do cotidiano.
Ano:
1929
Direção: Adalberto Kemeny Rudolf Rex Lustig

33. Essa tão rua Augusta

O curta-metragem documental mostra a Rua Augusta, famosa por sua vocação comercial, artística, gastronômica e de lazer, no final dos anos 1960. Concentra-se na figura do pintor Waldomiro de Deus, que vendia seus quadros na região.
Disponível
aqui
Ficha Técnica
Ano:
1966
Direção: Carlos Reichenbach

34. Lacrimosa

Um mergulho em São Paulo a partir da inauguração de uma nova avenida na cidade – a Marginal Tietê -, filmado num único plano que percorre toda a via. Um mosaico das contradições básicas da cidade e uma introdução à problemática de uma megalópole do Terceiro Mundo, onde a opulência de uns contrasta com a pobreza absoluta de outros. 
Trailer oficial
Ano:
1970
Direção: Luna Alkalay 

35. São Paulo – City Tellers

Produzido para a 27ª Bienal de São Paulo, o documentário mostra o cotidiano na cidade e discute as manifestações urbanas, a violência e o cotidiano de paulistanos anônimos. O filme integra o “Projeto de Residências” da 27ª Bienal de São Paulo, que convidou dez artistas de todo o mundo para morar em cidades de três Estados brasileiros: Acre, Pernambuco e São Paulo.
Disponível aqui.
Ano:
2006
Direção: Francesco Jodice

36. Entre Rios

O acelerado processo de crescimento e urbanização de São Paulo é retratado neste documentário a partir das grandes obras de infraestrutura urbana, como as retificações e as canalizações de rios e córregos.

Disponível aqui
Ano: 2009
Direção: 
Caio Ferraz

37. Elevado 3.5

“Desativa ou mantém?” é uma pergunta bastante recorrente sobre o Elevado Presidente João Goulart. O documentário retrata a vida de moradores vizinhos ao Minhocão e traz suas opiniões e histórias.

Ano: 2010
Direção: Maíra Santi Bühler, Paulo Pastorelo, João Sodré 

38. São Silvestre

Este documentário busca reproduzir a sensação de participar da maior corrida a céu aberto da América Latina, a São Silvestre. Com uma câmera acoplada ao corpo do ator, a cidade é retratada a partir do movimento do corpo durante o percurso da corrida.

Trailer oficial aqui.
Ano: 2013
Direção: Lina Chamie

39. Sesc Arquiteturas

Através de entrevistas com arquitetos e usuários, a série coloca em discussão a relevância da arquitetura como articulador e agente formador da sociedade. Cada episódio trata de uma arquitetura, que pode ser um espaço público, um conjunto habitacional ou conjuntos históricos de todas as regiões do Brasil.
Disponível
aqui

40. Série de documentários “História dos Bairros de São Paulo”

A série documental, produzida pela Secretaria Municipal de Cultura, busca contar a história dos bairros da cidade por meio de pequenos documentários.

Disponível aqui

  • Publicado originalmente no site do DPH.

Leia também:

Cuidado, você pode se contaminar: uma epidemia de memórias ronda as ruas da cidade