A Vida no Centro

Edifício Martinelli, símbolo do poderio e da decadência da economia cafeeira em São Paulo. Foto: A Vida no Centro
Publicado em:
Tempo de leitura:5 minutos

Mirante do Martinelli: veja fotos

Edifício de 30 andares no Centro permite uma vista privilegiada de São Paulo. Veja fotos e como visitar

O mirante mais badalado do Centro de São Paulo, o do edifício Martinelli, está aberto à visitação na semana que antecede o Natal. As visitas, gratuitas, acontecem até o dia 23 de dezembro e fazem parte da programação do Festival de Natal de São Paulo, que tem dezenas de atrações no Centro (veja programação completa aqui).

Para subir ao edifício, que fica entre a Avenida São João e ruas Líbero Badaró e São Bento, é preciso se inscrever no Centro de Informação do Turista (CIT) Móvel que está instalado na esquina do prédio, na Praça Antônio Prado. As visitas acontecem às 10h30, 13h, 15h30, 18h e 20h30, e as inscrições são feitas uma hora antes.

Mirante do Edifício Martinelli

A construção, por encomenda do imigrante italiano Giuseppe Martinelli, empresário que fez fortuna com o mercado naval durante a Primeira Guerra, começou em 1924. Em 1929 o prédio foi inaugurado com 12 andares, mas a disputa com outros prédios para que se tornasse o mais alto da América Latina fez a construção continuar até 1934, quando atingiu 30 andares.

E, entre 1934 e 1947, o Martinelli foi, de fato, o edifício mais alto da América Latina, com 105 metros. Foi o símbolo do poderio e da decadência da economia cafeeira em São Paulo.

Numa época em que praticamente não havia arranha-céus em São Paulo, causou grande polêmica e enfrentou resistência e desconfianças quanto à sua segurança – muitos evitavam passar pela região com medo que o edifício caísse.

NEWSLETTER

Assine nossa newsletter para ficar por dentro de tudo o que rola no centro

Para provar que o edifício era seguro, Martinelli construiu um palacete no 26º andar e foi morar lá com a família. No local também foi construída a Casa do Comendador (título concedido a Martinelli pelo governo italiano), uma espécie de mirante do palacete, onde eram realizadas festas.

Veja fotos do mirante:

É o palacete, incluindo a Casa do Comendador, que agora está temporariamente aberto é aberto à visitação. Do local se pode ver todas as regiões da cidade, de edifícios históricos no Centro – a vista do mirante do Farol Santander é excelente – à Serra da Cantareira, na Zona Norte.

Apesar da ousadia empresarial, o edifício acabou trazendo problemas financeiros para Giuseppe Martinelli. O prédio não foi totalmente ocupado quando ficou pronto e ele acabou perdendo a propriedade para o banco que fez o empréstimo. Nos anos 1960 e 1970 o prédio foi ocupado irregularmente e era um foco de crime organizado. Em 1975, foi desapropriado pela Prefeitura, que fez reformas e até hoje ocupa o prédio. Hoje, lá funcionam o SP Urbanismo, a Secretaria de Habitação e outros órgãos municipais. O mirante já foi aberto permanentemente à visitação mas a queda de uma pessoa no local fez com que as visitas fossem suspensas.

Serviço

Visita monitorada ao Edifício Martinelli (Festival de Natal de São Paulo)

Até 23 de dezembro de 2018
Horários: 10h30, 13h, 15h30, 18h e 20h30
Inscrição na CIT Móvel da Praça Antônio Prado, na esquina com a Rua São Bento

LEIA TAMBÉM
Confira 10 imagens lindas do jardim suspenso do Edifício Matarazzo