A Vida no Centro

Publicado em:
Tempo de leitura:5 minutos

Conheça 5 cafés em prédios históricos no Centro de São Paulo

Que tal um programa juntando tomar um café e apreciar a arquitetura e a história do Centro de São Paulo? Conheça cafés em prédios históricos

Que tal unir a paixão paulistana pelo cafezinho à riqueza histórica e arquitetônica do Centro da cidade? São vários os cafés em prédios históricos no Centro de São Paulo, onde você pode tomar grãos de diversas procedências, extraídos pelo método coado tradicional, espresso de máquina, prensa francesa ou diversos outros. Opções não faltam.

NEWSLETTER

Assine nossa newsletter para ficar por dentro de tudo o que rola no centro

E se der pra apreciar a arquitetura e aprender sobre a história do lugar, ainda melhor, não é? Alguns desses prédios estão hoje transformados em espaços culturais. Aproveite o programa para fazer uma visita e aprender mais sobre a história de São Paulo e do Brasil.

Bar dos Arcos

Em termos de prédios históricos, vai ser difícil encontrar um mais representativo do que este. O Theatro Municipal foi inaugurado em 1911, quando a elite cafeeira paulista sentiu que precisava de uma casa de ópera à altura do recém-conquistado status da cidade, que enriquecia e crescia com a exportação do café.

O Salão Dourado fica à direita do prédio, e durante alguns anos funcionou ali o restaurante Santinho, que fechou durante a pandemia. Agora, o local está sendo administrado pelo Bar dos Arcos, que ainda mantém o bar no subsolo do teatro no período noturno. Abre para almoço de segunda a sábado, das 12h às 15h30, com pratos executivos, saladas e sobremesa e alguns itens do menu servido no subsolo, incluindo drinques clássicos e autorais.

O local é amplo, com pé direito tem alto e tem janelas laterais que permitem a circulação de ar.

E ainda é possível combinar o almoço ou café com uma visita ao teatro, que pode ser agendada aqui.

Endereço: Praça Ramos

Flashback Café CCBB

Instalada no térreo do CCBB, na esquina da Rua Álvares Penteado e Rua da Quitanda, o Flaschback está num dos prédios mais bonitos do Centro Histórico. Construído no começo do século 20, foi reformado em 1927 para sediar a primeira agência em prédio próprio do Banco do Brasil em São Paulo. No fim dos anos 1990, o prédio foi novamente reformado e, restaurado, reabriu em 2001 como Centro Cultural Banco do Brasil.

Das mesinhas do Flashback Café é possível observar toda a riqueza do saguão principal, que na época da agência era a área de atendimento do banco. O estilo eclético mistura elementos neoclássicos com o art nouveau e reflete o desenvolvimento social e arquitetônico de São Paulo na época, primeiro com a exportação de café e depois com a indústria.

O cardápio traz uma grande variedade de cafés, de várias procedências, tanto puros quanto receitas com cremes e outras preparações, além de bolos e salgados.

Lugar amplo, com boa circulação de ar.

E dá pra emendar o café com a visita a uma das exposições em cartaz no CCBB. Siga a programação aqui.

Endereço: Rua Álvares Penteado, 112

Suplicy no Farol Santander

Outro prédio que permite apreciar a história de São Paulo enquanto se toma um cafezinho é o Farol Santander. O edifício Altino Arantes, conhecido até alguns anos atrás como Banespão, foi sede do Banespa e passou às mãos do banco espanhol no processo de privatização do banco estadual, em 2000. Depois de vários anos fechado, foi reformado e em 2018 reaberto como centro cultural Farol Santander.

Saguão do Farol Santander

Inaugurado em 1948, foi o edifício mais alto de São Paulo até 1960, quando perdeu o posto para o Mirante do Vale, próximo ao Viaduto Santa Efigênia. O prédio foi construído para se tornar um marco na cidade e a encomenda era clara: uma cópia do Empire State Building, de Nova York, aquele que aparece no filme King Kong.

Dentro do prédio, que abriga um museu contando a história do prédio e da região e sempre tem exposições contemporâneas, há duas cafeterias Suplicy: uma unidade no térreo, que não exige ingresso, e outra no mirante, no 26º andar, que só pode ser acessada com o ingresso para a visita ao Farol. Os ingressos podem ser adquiridos aqui.

Endereço: Rua João Brícola, 24

Mundo Pão do Olivier

A padaria do francês Olivier Anquier, famoso por seus programas de televisão, atrai paulistanos e turistas para seus pães de longa fermentação, croissants e criações próprias doces e salgados. A loja em frente à Praça da República fica num edifício histórico, embora de um estilo bem diferente dos prédios anteriores. O Edifício Esther é o primeiro prédio modernista de São Paulo (e nós já contamos a história dele aqui). E é lá também que fica outro empreendimento de Olivier: o restaurante Esther Rooftop, na cobertura do edifício (onde ele morou), responsável por trazer o edifício (e sua bela vista da Praça da República) de volta à cena.

Os produtos da Mundo Pão já foram mais acessíveis, mas ainda vale a pena tomar um café em frente à vitrine envidraçada olhando o movimento.

Endereço: Rua 7 de Abril, 425

Café Floresta

Nos últimos anos, o Copan ficou mais conhecido, seus apartamentos viraram objeto de desejo de moderninhos, e as lojas de roupas e presentes da galeria do térreo foram dando lugar a um comércio mais adaptado ao novo morador da região. Mas uma loja, na entrada mais próxima da Rua Araújo, permanece a mesma desde os anos 1970: o Café Floresta. Uma instituição para quem mora ou trabalha no Centro, não tem mesas e serve os cafezinhos apenas no balcão. Grãos moídos na hora servem ao cardápio enxuto, de expressos puros ou com canela, além de outros preparos tradicionais com leite. Para acompanhar, salgados assados e bolos.

Uma particularidade importante: não aceita cartão de débito nem crédito, apenas dinheiro.

Endereço: Edifício Copan – Avenida Ipiranga, 200

Mais no Copan:

A galeria central do Copan ainda reserva outras opções para os coffee lovers: o Magg Café, com seus cafés diferentes e doces, bolos e tortas de produção própria, maravilhosos. E o novíssimo Cuia Café, dentro da livraria Megafauna, da chef Bel Coelho.

Leia também: CAFÉS NA REGIÃO DA REPÚBLICA: UM GUIA COM OPÇÕES DE DIFERENTES ESTILOS

LUGARES PARA COMER OU BEBER AO AR LIVRE NO CENTRO